Singapura: A Interpol prepara detenções em Singapura por apostas

29.11.2012 – A Interpol anunciou hoje que nos próximos dias se levarão a cabo mais detenções em Singapura no âmbito da investigação do escândalo de corrupção denominado “Calcioscommesse”. “Em breve se saberá que se realizaram detenções no âmbito da manipulação de resultados e ilegais, em Singapura ou em outro lugar”, declarou ao diário Straits Times o secretário geral da Interpol, Ronald Noble.

O funcionário esclareceu que se descobriram novas ligações entre o caso “Calcioscommesse” e Singapura depois da detenção, a semana passada, em Itália, do sérvio Almir Gegic, um ex- meio campista do Vicenza, da Série C local, suspeito de ter agido como intermediário de apostadores na Ásia.

Gegic, considerado um dos líderes do grupo dos “Ciganos” tinha ligações, segundo Noble, com Eng Tan Seet, aliás Dan Tan, “um dos líderes de um grupo criminoso organizado” em Singapura. Em 2011, por supostas ligações também com Dan Tan, Wilson Raj Perumal foi preso, detido na Finlândia suspeito de ter organizado a viciação de resultados em vários países.

“Estima-se que o mercado das apostas ilegais movimenta uns 500.000 milhões de euros por ano”, declarou Noble, que afirmou que “de acordo com algumas estimativas, todos os apostadores na Ásia tem um volume de negócios semelhante ao da Coca-Cola.”

Fonte: ANSA Latina 

                                                                                                                         

OBSERVATÓRIO

.

.

REGULAÇÃO

Em boa hora enviámos para a Comissão Europeia o entendimento que norteia o nosso trabalho desde 2004

Entendemos que  devem  ser elaborados  estudos em  prestigiadas  universidades, em  cooperação com operadores e reguladores, recorrendo às bases de registos dos jogos na internet para estudar com precisão os comportamentos e os hábitos dos jogadores. Os resultados destes estudos podem proporcionar uma base empírica à  comunidade científica  internacional na área  da investigação em comportamentos de dependência 

Entendemos que devem ser lançadas campanhas maciças de educação, através de diversos canais de comunicação, com o objectivo de  chegar efectivamente a toda a população, de maneira que esta possa perceber que existe uma verdadeira politica europeia em relação ao jogo e que as condições para um exercício responsável da actividade estão dadas   

Sublinhamos a necessidade de criar observatórios do jogo que alertem e informem os consumidores sobre as práticas de cada operador.  Estes observatórios poderão  ser um incentivo para a implementação de boas práticas nos seus sítios de jogo online. A diferenciação positiva. A transparência dos operadores poderá traduzir-se num capital de confiança junto dos jogadores.   

Entendemos que deverão ser criadas  redes de assistência para jogadores compulsivos, começando pelos centros que já estão a trabalhar no tratamento das adições. Esses centros deverão funcionar sobre uma plataforma tecnológica adequada que permita o intercâmbio de experiências, a actualização de conhecimentos e a colaboração mútua.

Problema de saúde pública

DESDE 2004
EDUCAÇÃO/PREVENÇÃO
O programa Jogo Responsável deverá contribuir para assegurar a protecção dos indivíduos, e da sociedade em geral, das consequências negativas do jogo e apostas a dinheiro e simultaneamente proteger o direito de quem pretende jogar.

         

 

Related Posts

Leave A Response

Example Skins

dark_red dark_navi dark_brown light_red light_navi light_brown

Primary Color

Link Color

Background Color

Background Patterns

pattern-1 pattern-2 pattern-3 pattern-4 pattern-5 pattern-6

Main text color